Imprensa nacional repercute ampliação do Acordo dos Planos Econômicos

Compartilhe essa notícia!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Estevan Pegoraro, presidente da Frente Brasileira Pelos Poupadores - Febrapo

A Frente Brasileira dos Poupadores (Febrapo) juntamente com o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), a Confederação Nacional do Sistema Financeiro (CONSIF) e a Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) assinam na última quarta-feira (11) o termo aditivo sobre a ampliação do Acordo dos Planos Econômicos. O aditivo amplia o prazo de vigência do Acordo  Coletivo referente à correção de aplicações na poupança durante a entrada em vigor dos planos econômicos Bresser (1987), Verão (1989) e Collor II (1991).

Para Estevan Pegoraro, presidente da Frente Brasileira dos Poupadores (Febrapo), “a prorrogação é salutar para todo o sistema econômico, uma vez que permitirá aos poupadores a efetivação do direito já reconhecido pelo STF, além de ampliar os termos iniciais do acordo, com a inclusão, por exemplo, do Plano Collor I e de ações coletivas como as que envolvem os bancos Bamerindus, Nossa Caixa dentre outros.

Pegoraro ressaltou ainda que a medida valoriza ainda mais o Acordo Nacional dos Poupadores. “Trata-se de um marco no País. Conseguimos ajudar muita gente que ficou décadas esperando. A prorrogação do prazo para a adesão é um ato de respeito à sociedade”.

A ampliação do Acordo dos Planos Econômicos na imprensa

Vários jornais e portais de notícias estiveram na coletiva de imprensa, por isso estão repercutindo a ampliação do Acordo dos Planos Econômicos. Além disso, alguns jornalistas ainda reforçam a data inicial de término do Acordo, 12 de março de 2020. Porém, esse prazo deixa de existir com a assinatura do aditivo.

Confira abaixo algumas das notícias sobre o Acordo e a Febrapo na imprensa:

G1 – Prazo para adesão de poupadores a acordo de planos econômicos será prorrogado em cinco anos.

Estadão – Poupadores terão mais cinco anos para adesão ao acordo para compensar perdas de planos econômicos.

O Globo – Poupadores terão mais 5 anos para reaver perdas dos planos econômicos. Collor I é incluído em acordo.

Terra/Agência Brasil – Acordo permite estender correção de planos econômicos para poupadores.

Istoé – Poupadores ganham cinco anos para reaver perdas de planos econômicos.

R7 – 77% não aderiram ao acordo da poupança; prazo pode ser adiado.

O Tempo/Folhapress – Só 1 de cada 4 poupadores aderiram a acordo de planos econômicos; prazo acaba 5ª.

Folha de S. Paulo – Só 1 em cada 4 poupadores aderiram a acordo dos planos econômicos; prazo acaba na quinta.

Diário do Grande ABC – Poupadores de bancos extintos poderão aderir a acordo de planos, diz Febraban

 

Fechar Menu